Pular para o conteúdo principal

Suave

A vida, ah a vida. A vida leva você e ela é implacável. Ela faz você fazer coisas, mudar, e por mais que se apegue as 'paredes’ históricas, somos ‘levados’. Realizar os desejos, faz com que essa velocidade de mudança acelere. Se eu não sei conter meus ímpetos, vou pela água do rio sendo levado, por não saber, e não querer também - por que não? - me agarrar aos matos da margem. Como poderia ser importante conter os gastos, conter as vontades. Sozinho, eu flutuo, fico só, faço de mim meu próprio negócio, jogo, minha celebração só. Sem lembrar, sem pensar, apenas olhando para dentro. Medito em mim. Relembrar, refazer, se remodelar, lembro do projeto. Será ele possível? Será que vale a pena? Corpo, mente, alma, matéria. Divulgar ou reter? Reter. Depois divulgar.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cílio

Sabe aqueles olhares que não levam a nada, aquele ir e vir sem fulgor, daí descambar prós venenos sutis, a dissimulação mal feita, cansamos disso tudo. O que a gente quer no fundo, é ver fulano cair do cavalo. Que a casa toda cais.

Diferença

Calma, relaxe, pense em você, pense em coisas boas.. Talvez nunca tenha acontecido rsnta barbárie. Nos meios de comunicação, se propagam notícias que sugerem iun mundo malévolo, no rádio, na tv, temos a impressão de que cada vez mais a violência de aproxima. Ela se aloca em nossa mente, é isso pode ranbt ser um sintoma de nossa vulnerabilidade. Mas todos estamos, não? O tempo todo. Conviver com o imponderável é nossa maior característica . mesmo, então, crie ações que evitem esse universo sem amor Faça a diferença, não se contamine.